Economia é andar de bicicleta

Atualizado: 4 de Abr de 2019

Economia é como andar de bicicleta. Não pode parar. O seu equilíbrio é instável. O movimento é uma combinação de forças. Nem o sol pode parar nem a economia ir pro brejo. Produção, juros, inflação: só pedalando para não cair. Há uma estrada econômica a ser perseguida.


No entanto, assim como nas bicicletas, todos querem colocar suas mãos no guidão. Dirigir a economia. E fica a interrogação: quem a dirige? O governo, os bancos, as companhias, o povo? Apenas sabemos que o guidão deve estar interligado com o pedal, a correia, as rodas.


A classe dominante gosta de dizer que tudo está sincronizado. É quando alguém resolve perguntar:


— E se o pneu furar?


Essa é a questão ao guidão. Não basta dirigir à esquerda ou à direita. É necessário estar apoiado numa coisa que funcione. E o capitalismo só funciona se houver alguém que compre. É uma bicicleta que precisa de consumidor pra funcionar. Se o povão for um bom pneu os negócios vão para frente.


O jornalista cearense Xico de Sá exemplifica: ‘Um tio de Santana de Cariri dizia que o capitalismo teve inicio em sua cidade com o Bolsa Família, quando começou a vender 1 quilo de arroz, a matar bode pra lucrar. Muitas cidades saíram da prática do escambo e passaram a operar a moeda’.


Neste andar de bicicleta devem estar as bases macroeconômicas. A de gerar uma conjuntura capaz de permitir com que as pessoas consumam. Esse ser o princípio a roda girar. Pessoas sem poder de compra caem da bicicleta e se machucam.


Hoje em dia a expectativa é a de aumentar as vendas através da inteligência artificial. A possibilidade de individualizar a necessidade do cliente. Certamente um grande avanço técnico, mas e se o cliente não tiver poder de compra? Hummhh!... Para se conectar sistemas de vendas, estoques e entregas é necessário do outro lado haver alguém com dinheiro no bolso.


Muito se fala da reforma da Previdência como o grande motivo de economia. Marcam economizar 1 trilhão em 10 anos. Não perguntam: e se a roda parar de girar?

‘Mal ou bem a Previdência deixa um povo andar de bicicleta’


Por MELK

15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Capitalismo do Conhecimento

O isolamento numa época de pandemia nos leva a refletir sobre os caminhos da História: — Qual o próximo passo? A sociedade moderna construiu um sistema de valor onde o dinheiro tornou-se predominante.

Capitalismo Prometeu

O Mundo se move através do capitalismo. A sua premissa das trocas fundeia o universo social. Estabelece o significado de valor terreno entre os homens. Contudo, assim como um dia não é igual ao anteri

O Vírus Contra-ataca

Mais e mais cresce a consciência de que a Terra e a Humanidade tem um destino comum, pois formam um única e complexa unidade. Foi o que os austronautas da Lua ou de suas naves espaciais nos testemunha

lncc-2.jpg

Ligue para: (24) 2231-3549 ou 2237-0625

Primeira Lei de Newton: Inércia - Brasil Escola

LEI DA INÉRCIA (Primeira Lei de Newton) - AULA 2 DINÂMICA - Prof. Marcelo Boaro

Me Salva! DIN02 - Dinâmica - Segunda Lei de Newton

2ª LEI DE NEWTON (Princípio fundamental da Dinâmica) - DINÂMICA - AULA 3 - Prof. Marcelo Boaro

Física - Leis de Newton: Conceito de força

Aula 71 Conceito de Força

Sistema Internacional de Unidades (SI) - Brasil Escola

Notação Científica, Sistema Internacional(SI) e Ordem de Grandeza - Prof. Boaro

Me Salva! DIN03 - Dinâmica - Terceira Lei de Newton - Ação e Reação

Leis de Newton: Terceira Lei de Newton -- Lei da Ação e Reação | Vídeo Aulas de Física Online