Mundo à Mudar

Estamos em época de mutação. Modificar os propósitos do Mundo. A Natureza e os Livros Sagrados nos criam todos ligados e a sociedade nos decompõe. O Mundo precisa mudar. Novas relações precisam serem abertas. A fundação não deve ser violada.

A História está sempre em contínuo movimento. Atravessando épocas. No entanto, suas mudanças são lentas. Até quando, chega um dia, um momento, em que explode uma transição. A hora em que acontecem as revoluções.

- O que provoca uma revolução?

Estamos acostumados em mudanças coletivas ao tipo das revoluções francesa e russa. É quando um inimigo invisível, que não conhece fronteiras, ignora governantes, coloca o Mundo inteiro de pé. Desta vez, o Mundo não estará sendo devastado por canhões, mas por um vírus. Ele estará trazendo a mudança cultural.

Um gérmen aparece a nos lembrar o antigo refrão de que estamos todos ligados. A nos entrelaçar não pela luta de classes mas por uma pandemia. A atacar a Humanidade como um todo. A testar até quanto a civilização preserva o sentimentos de solidariedade.

Um novo momento histórico desponta. O século 21 traz mudança. Uma Era do Conhecimento deseja tomar forma. Há uma nova composição do homem desejando se expressar. Uma mudança qualitativa que ainda não tomou forma. E, curiosamente, um vírus pode vir a ser o fator deflagrador desse novo tempo .

O despertar de consciência sobre a chegada da Era do Conhecimento não virá por uma nova relação de produção. A sua presença acontecerá por uma guerra biológica. Agora, não é o capitalismo que quer sobreviver às nossas custas, é um vírus, o coronavírus. Uma luta onde a Humanidade irá descobrir seu lado mais verdadeiro e profundo. Desta guerra aparecerão as premissas da Era do Conhecimento.

A História não volta ao ponto de partida. A sua ação após momentos disruptivos como o que estamos vivendo é a de mudança. Sem recorrer a nenhuma luta armada a sociedade começa a se aproximar de novas elaborações. Sete manifestações se tornaram visíveis com o desembarque do coronavírus na vida humana. As seguintes premissas: estado forte, ciência,digital, virtual, universalidade do homem, economia solidária, integração trabalho-capital-conhecimento.

Sete temas a nos retirar das relações de poder em que vivemos:

1. Estado

O novo dilema planetário é o do estado forte. As acepções de que o mercado sozinho resolve os problemas perderam suas justificativas. O neoliberalismo que se propõe a diminuir o estado, a privatizar, deverá revisar em muito a sua proposta. Sem ação do estado a pandemia estará liberada.

O vírus mostra que a diarista e o vendedor ambulante podem ficar da noite para o dia sem renda, sem apoio de saúde e com despesas emergenciais. A sociedade deverá procurar novos caminhos entre o estado e o mercado Pessoas que fazem suas vidas sem vínculo empregatício, como o trabalhador autônomo, o motorista de táxi, o carpinteiro dependem das oportunidades geradas pelo estado.

- Estado mínimo?

2. Ciência

Embora a ascensão do Iluminismo haja acontecida nos últimos três séculos a ciência tem sido barbaramente questionada. Não faltam discursos de terraplanismo e anti-vacinas.

No entanto, é a ciência que vai resolver o problema do coronavírus. As origens dos flagelos não mais estão nas mãos de Satanás. A causa está na falta de uma vacina. À ciência cabe descobrir sobre as curas das epidemias e pandemias.

O Santo Graal está na vacina. Cabe à ciência ir procurá-lo. Para isto, necessita de apoio. O estado e a ciência serão os artífices do extermínio do vírus. Esse é o primeiro quadro a Era do Conhecimento se estabelecer. O estado entrar como promotor da relação educação-ciência-inovação.

- Estado desenvolvedor?

3. Época Digital

Nesta desventura de enfrentar um vírus assassino, a Humanidade entra definitivamente na era digital. Trabalho a distância, ensino a distância, passarão ao cotidiano. Quando sairmos dessa quarentena estaremos adaptados a essa preciosidade de efetuar serviços dentro da comodidade do lar.

A quarentena traz o momento de um processo que já vinha acontecendo. O de que muitas das atividades humanas podem ser realizadas via internet. O novo fato social é a internet.

- O fogo e a internet reúnem os homens...

4. Novo ciclo de universalidade do homem

Novamente a nudez do homem torna-se visível. O vírus mostra nossa origem comum independente de gênero e raça.

O coronavírus renasce a percepção de que estamos todos ligados. A contaminação de um reflete no outro fazendo com que a Humanidade descubra seu lado mais profundo e soberano. O de sermos passageiros do mesmo barco.

Esse pertencer a um a comunidade humana é a consequência maior do coronavírus. Um novo ciclo sobre a universalidade do homem deverá se abrir. Um vírus a nos mostrar que somos um só.

- Novamente ligados?

5. Virtualidade

A virtualidade é a matéria prima da Era do Conhecimento. Tempos em que o natural é precedido pelo virtual. O sal da terra. A partir geram-se fatos e reais.

Diferentes áreas de conhecimento estão a produzir respectivas virtualidades. A exprimir territórios de eventos. Um terreno onde o que toma conta é a disputa por narrativas. Cada qual aflorando e desejando impor sua lógica. Um vale-tudo entre fatos reais e fake news.

Interessantemente,entramos numa Era do Conhecimento onde mais importante do que a razão estão as múltiplas virtualidades. No passado, o compromisso do virtual era com o real; hoje, alcançar uma narrativa midiática. Uma corrida onde mais importante do que a iluminista natureza do real está a produção de uma virtualidade capaz de chegar ao lucro e ao poder.

6. Economia Solidária

Nunca faltaram correntes econômicas em defesa de que a economia deve voltar-se ao homem. Provocar solidariedade. Faltava um vírus a reorientar a sociedade a respeito de desigualdade, meio ambiente, produção.

Nao é Marx, mas um vírus que está colocando a economia na parede. A inquirir a atual razão econômica. A discutir os significados de imprimir dinheiro, dívida pública, economia financeira, economia do conhecimento.

7. Novo Espírito

Não basta ficar a catalogar mudanças. O empreendimento está em procurar uma síntese capaz de mudar o Mundo. Descobrir seu espírito.

Todos desejam saber que Mundo sucederá após a pandemia. Acreditamos que o fio de Ariadne está em seguir a Era do Conhecimento. No seu segmento despontar uma nova configuração. Uma conjunção a abranger o todo.

A Era do Conhecimento se caracteriza pela presença do conhecimento como o novo elemento da História. Entretanto, embora ninguém negue sua importância, o seu valor não é caracterizado. Vivemos numa sociedade onde suas discussões coletivas reduzem-se a relação capital-trabalho. Contudo, uma nova construção social é chamada.

A Europa respondeu a peste negra (1347) com a Renascença. A expectativa é que o novo espírito emergirá de uma extensão à natureza iluminista do conhecimento. Sem profecias, erguer uma nova leitura da conjuntura. Postular a conjunção trabalho-conhecimento-capital. Deste triunvirato guiar uma nova ordem social. Soprar um espírito capaz de mover uma nova ação política.

Por Melk

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Aonde está a Academia?

O Brasil é um conjunto de pequenos cérebros pedindo a serem alimentados. Seres no desejo de participar da Era do Conhecimento. Esperando que o vento do destino os leve a conhecer as equações que nos a

Primavera do Conhecimento

Estamos em tempos de mudança. Quando milhares de pessoas vão as ruas devido a um ensejo tomar contas de suas mentes. No entanto, o primeiro passo para mudar o sistema está em entendê-lo. Olhar para a

lncc-2.jpg

Ligue para: (24) 2231-3549 ou 2237-0625

Primeira Lei de Newton: Inércia - Brasil Escola

LEI DA INÉRCIA (Primeira Lei de Newton) - AULA 2 DINÂMICA - Prof. Marcelo Boaro

Me Salva! DIN02 - Dinâmica - Segunda Lei de Newton

2ª LEI DE NEWTON (Princípio fundamental da Dinâmica) - DINÂMICA - AULA 3 - Prof. Marcelo Boaro

Física - Leis de Newton: Conceito de força

Aula 71 Conceito de Força

Sistema Internacional de Unidades (SI) - Brasil Escola

Notação Científica, Sistema Internacional(SI) e Ordem de Grandeza - Prof. Boaro

Me Salva! DIN03 - Dinâmica - Terceira Lei de Newton - Ação e Reação

Leis de Newton: Terceira Lei de Newton -- Lei da Ação e Reação | Vídeo Aulas de Física Online