Voz Conhecimentista

Estamos na Era do Conhecimento, mas o conhecimento ainda não foi identificado como elemento participante da construção da História. As discussões giram entre capital e trabalho.


O historiador inglês Eric Hobsbawn colocava que o século 20 começou tarde (após a 1ª guerra mundial) e terminou cedo (queda muro de Berlim). Acontece que o século 21 não iniciou. Estamos em sua segunda década e a Humanidade ainda não tomou consciência de sua Era do Conhecimento. Consome seus produtos, mas não absorve suas razões.


A História é dinâmica. Não se banha nas águas de um rio por duas vezes, já dizia o grego Heráclito há 2500 anos atrás. A História só se repete como farsa retumbou Marx no século 19. Entretanto, a História é um sistema lento. As transições de fase da História são complexas. Uma densidade de acontecimentos é necessária se inter-relacionar antes de acontecer seu salto qualitativo.


Duas qualificações são necessárias para a Era do Conhecimento ser incorporada. A primeira está numa perspectiva ao conhecimento além da iluminista. A segunda de provocar uma discussão social além da relação capital-trabalho. Sem esses dois temas virem à tona a Era do Conhecimento continuará como apêndice da História.


A passagem da História do século 20 ao 21 necessita superar esses dois fatores. Uma construção não somente por uma nova ideologia quanto por um novo personagem. Entre eles, o primeiro a despontar ser a figura do conhecimentista. O conhecimentista é aquele a levar aos homens o gosto de uma nova emoção. Deixar as ideologias para serem procuradas dentro da diversidade de correntes de pensamentos. O sabor vir antes da carne.


A questão está em que a Era do Conhecimento ainda não entrou no coração dos homens. A estrada a ser percorrida está vazia. Não faltam passeatas, das mais diversas. Falta a bandeira conhecimentista. A sua perspectiva ainda não subiu aos céus da sociedade. Ficamos apenas olhando ao chão do capital e trabalho.


Estamos sem agenda sobre o conhecimento. Não existem movimentos ao seu favor. O seu significado não é reinvidicatório. Não existe exclamação a abrir a mente da população a respeito da época em que vivemos. Há uma luz apagada que ninguém consegue acender.


A História nos desafia a construir a presença do conhecimentista. Estamos ainda fortemente condicionados a figura do trabalhador do século 19. O evento do 1º de maio vem de 1886 quando trabalhadores em Chicago foram fortemente reprimidos por reinvidicar a redução de jornada de trabalho para oito horas diárias. A Era do Conhecimento chega para modificar a noção de jornada de trabalho. Local, tempo, produtividade ficaram dependentes do conhecimento e suas tecnologias.


Não será simples o erguimento da voz conhecimentista como a condutora das contradições sociais. Vivemos num mundo onde a luta principal é pelo direito dos trabalhadores ao emprego. O desemprego e a perda de poder aquisitivo do trabalhador são conquistas pragmáticas, enquanto, a do conhecimento ainda não se materializou.


Ao mesmo tempo precisamos de um projeto econômico capaz de fazer a economia crescer, gerar empregos e renda. Um contexto onde a luta social pelo direito ao emprego deva passar pela inclusão do conhecimento. O motivo para o conhecimentista sair às ruas.


Tudo começa pelo aumento do PIB. Neste princípio deve surgir o conhecimentista e suas reinvidicações. A mostrar que o aumento da produção, construção da riqueza, abertura a ascenção social devem acontecer por levantando a bandeira do conhecimento como o novo elemento da História.


O momento histórico é o erguimento da voz conhecimentista. A de apontar novas prerrogativas à construção da História. A primeira estar em ir além do iluminismo. Mostrar que atualmente o conhecimento deve se ligar ao capital. Não existe mais razão pura. A dinâmica do conhecimento se tornou dependente de uma dialética do conhecimento. Uma relação em que o conhecimento e o capital se encontram no tablado da História para contracenarem como opostos e complementares.


O momento a ser vivenciado é o de que sem dialética do conhecimento não de constroem empresas e empregos. Embora a qualidade íntima do conhecimento não dependa do capital a sua ação sobre a sociedade está estritamente ligada as suas relações com o capital. Essa ser a nova colocação a ser entendida. Estamos em tempos quando a dialética capital-trabalho deve ser estendida a dialética capital-conhecimento.


A voz conhecimentista precisa chegar ao Mundo. A época está à espera de uma nova energia. A da energização das causas científica, econômica, social, política através do conhecimentista. Momento aos trabalhadores da folha em branco virem à tona e mostrarem sua capacidade de construção da sociedade.


Uma nova evocação é esperada pela voz do conhecimentista. Esperamos que ela se levante no próximo dia 15, data que marca o Dia Nacional de Luta pela Educação. Momento para o Brasil chegar no século 21.


Por MELK

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Primavera do Conhecimento

Estamos em tempos de mudança. Quando milhares de pessoas vão as ruas devido a um ensejo tomar contas de suas mentes. No entanto, o primeiro passo para mudar o sistema está em entendê-lo. Olhar para a

Quatro Formas de Conhecimento

A saga do desconhecido chama o homem. Somos cercados por um mistério. A existência de um Universo colossal e a possibilidade de um outro lado da vida após a morte nos levam a uma procura além de nossa

lncc-2.jpg

Ligue para: (24) 2231-3549 ou 2237-0625

Primeira Lei de Newton: Inércia - Brasil Escola

LEI DA INÉRCIA (Primeira Lei de Newton) - AULA 2 DINÂMICA - Prof. Marcelo Boaro

Me Salva! DIN02 - Dinâmica - Segunda Lei de Newton

2ª LEI DE NEWTON (Princípio fundamental da Dinâmica) - DINÂMICA - AULA 3 - Prof. Marcelo Boaro

Física - Leis de Newton: Conceito de força

Aula 71 Conceito de Força

Sistema Internacional de Unidades (SI) - Brasil Escola

Notação Científica, Sistema Internacional(SI) e Ordem de Grandeza - Prof. Boaro

Me Salva! DIN03 - Dinâmica - Terceira Lei de Newton - Ação e Reação

Leis de Newton: Terceira Lei de Newton -- Lei da Ação e Reação | Vídeo Aulas de Física Online